Sistemas de autogestão de frotas podem reduzir custos das empresas e melhorar desempenho de relatórios

Ter uma boa gestão de frotas pode reduzir consideravelmente os gastos de uma empresa com seus veículos. Um bom gerenciamento pode diminuir em até 30% os custos dos veículos para as empresas, desde abastecimentos e revisões, até burocracias, multas e CNH. 

Hoje já existem alternativas eficientes e não convém mais às companhias manterem formas arcaicas de controle de frotas. Certos custos e dados ficam, muitas vezes, sem ser registrados. Isso porque, em alguns momentos, é inviável anotar informações e gastos de forma manual, ou até mesmo passar todos os valores manuscritos para uma planilha. 

Os softwares de gerenciamento, ou plataformas de controle de frotas, vieram para despragmatizar a administração e organização dos veículos empresariais, já que a tecnologia está aqui para ser nossa aliada.

Separamos em alguns tópicos, informações importantes para compreender como funcionam os sistemas de gestão e como identificar um bom software. 

O QUE É UM SOFTWARE DE GESTÃO DE FROTAS?

Para realizar gestão de uma frota, independente dela ser própria ou terceirizada, é necessário fugir dos cadernos e das planilhas de excel alimentadas manualmente. Contratar uma plataforma para realizar esse trabalho descomplica a gestão dos veículos. É fundamental selecionar uma empresa que tenha tanto a plataforma online quanto o aplicativo para condutores, isso agiliza o processo para os motoristas, na hora de incluir e acessar as informações.

O software consiste em reunir todas as informações transmitidas através do rastreador veícular e do aplicativo, em uma plataforma, que o gestor tem acesso, para acompanhar custos e informações sobre os veículos. 

COMO FUNCIONA O SOFTWARE?

Um sistema de controle de frota precisa registrar e armazenar todas as informações dos veículos, enviadas à plataforma através rastreador veicular (OBD). Esse é o ponto que difere um bom software de gestão de um que não atende todas as demandas necessárias de controle.

É fundamental para uma boa gestão, que todas as informações sejam coletadas e transformadas em relatórios e planilhas de controle. O mínimo de informações necessárias para se gerar bons relatórios e, parcialmente, completos, englobam os seguintes pontos: os condutores que utilizaram os veículos, abastecimentos, rotas percorridas, tempo de deslocamento de um ponto ao outro e manutenções.

COMO IDENTIFICAR UM BOM SOFTWARE?

Como já pontuamos acima, o ideal é que o software possua a plataforma online e aplicativo para condutores. A junção desses dois sistemas promove mais precisão nas informações finais, colhidas pelo OBD e app, e enviadas à plataforma que os gestor tem acesso. 

Existem alguns pré-requisitos que devem ser analisados no momento de cogitar um software. 

  • Gestão de manutenção;

É fundamental que um software de gestão faça o monitoramento de manutenções, sejam elas preventivas ou corretivas. Esse controle facilita a organização de custos e previne gastos inesperados devido ao desgaste dos veículos. 

  • Dados centralizados;

Para que tudo fique organizado e de fácil acesso ao gestor, os dados precisam estar concentrados em um só lugar. Essas informações vão desde CNH’s dos condutores até as informações de abastecimentos e paradas, por exemplo, tudo isso deve estar em uma plataforma. 

  • Acesso remoto;

De nada adianta contratar um software de autogestão se o acesso remoto não for viável. Os condutores e administradores precisam ter acesso às informações e possibilidade de acrescentar dados ao sistema onde quer que estejam, assim nenhum dado fica sem ser computado. 

  • Interface intuitiva;

Existem várias pessoas que precisarão acessar o software, ter uma interface simples e intuitiva previne erros e complicações. Uma plataforma difícil de navegar implica em erros nas informações inseridas e, consequentemente, erro nos relatórios finais.

  • Suporte técnico eficiente;

É fato, dúvidas e bugs acontecem e, já que isso é inevitável, um bom suporte técnico é primordial para esses momentos. Profissionais que estejam a postos para resolver essas questões fazem toda diferença no desempenho da gestão.

  • Módulos que atendam as necessidades da empresa.

Antes de querer contratar qualquer serviço é preciso entender quais são as necessidades da empresa. Por exemplo, se você só deseja fazer o controle de abastecimentos, multas e manutenções, não há necessidade em contratar um plano que tenha o módulo de telemetria, isso gera um custo a mais e sem aproveitamento algum. 

Esses são alguns pontos importantes e relevantes para um gestor avaliar no momento da escolha do software.

Acompanhe nosso blog e saiba mais sobre gerenciamento de frotas. Caso este artigo tenha sido útil e lhe interessado, entre em contato com nosso comerciale faça um orçamento para a frota de sua empresa.

vendas@carrorama.net