GNV como combustível, vale a pena?

Nós já falamos aqui no blog sobre combustíveis líquidos, especificamente etanol, gasolina e diesel. Dessa vez, continuaremos falando sobre combustível, mas não os combustíveis líquidos convencionais. Além de ser uma alternativa mais sustentável, o GNV também pode representar uma grande economia para as frotas. 

O que é?

O gás natural veicular, mais conhecido como GNV, é oriundo de rochas porosas, calcárias ou arenitos no subsolo. Essa fonte energia, diferentemente dos demais combustíveis veiculares, é encontrado no estado gasoso. Sua composição química é formada por hidrocarbonetos de metano e etano. 

Vantagens do GNV

Uma alternativa viável, que pode ser instalada em praticamente todos os veículos. Para que o gás seja utilizado em um automóvel, é necessário instalar os cilindros. Diferentemente dos combustíveis líquidos, o gás é abastecido no próprio cilindro, sem que haja necessidade de abastecer com algum tipo de combustível líquido. 

O GNV pode reduzir em até 70% a emissão de gases tóxicos oriundas dos motores. Além disso, um metro cúbico do gás é suficiente para que os veículos rodem até 13 quilômetros, enquanto um litro de etanol pode render até sete quilômetros rodados. 

“O gás natural veicular surge como uma alternativa eficaz para reduzir a dependência do petróleo, além de ser uma fonte menos agressiva ao meio ambiente. A utilização desse combustível reduz em 65% a emissão de gases poluentes (sobretudo o dióxido de carbono) responsáveis pela intensificação do efeito estufa.”                                                                                                                                                                                            

Brasil Escola

É possível, também, realizar um cálculo bastante simples para comprovar as vantagens do gás. Fizemos a conta utilizando os valores de combustíveis disponível no site da Agência Nacional do Petróleo (ANP), contabilizando o mês de outubro de 2020, referente a cidade de São Paulo. 

  • Gasolina: R$ 4,739 
  • Etanol: R$3,299  
  • Diesel: R$ 3,699
  • GNV: R$2,999 

Como instalar GNV na frota

Para instalar o gás nos veículos é necessário solicitar uma autorização de conversão no Detran. Após aprovada, o veículo passará por uma inspeção de segurança, que gera o Certificado de Segurança Veicular (CSV), assim que inspecionado e aprovado, será feito o registro da autorização de combustível (renovado anualmente). Os veículos que possuem o gás devem ter afixado ao para-brisa, o selo de segurança para realizar o abastecimento. 

Apesar de possuir inúmeras vantagens, é preciso estar atento a alguns riscos como cilindros estourando. Esse fator pode ser evitado facilmente, optar por cilindros que possuam o selo do Inmetro e profissionais credenciados pela marca do kit, são alternativas simples e que garantem a segurança tanto dos motoristas, quanto dos veículos. 

Acompanhe nosso blog e saiba mais sobre gerenciamento de frotas. Caso este artigo tenha sido útil e lhe interessado, entre em contato com nosso comercial e faça um orçamento para a frota de sua empresa. 

vendas@carrorama.net

You May Also Like

Sobre o autor: carrorama

0 Comments

  1. Viagra Online Apotheke Erfahrung. Cialis С†sterreich preis oder forum darf man online kaufen levitra tschechien gibt.

    https://pharmazieonline.space/ibutop/

    Free Worldwide Shipping, Online Apotheke. Deutsche viagra prosecute risks, notes that hrdhed smokers have suffered the.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *